Archive

Category Archives for "Uncategorized"

5 perguntas e suas respostas sobre scripts de vendas

1. O que são exatamente os scripts de vendas?

São roteiros e seus conteúdos para comunicar-se com seu potencial mercado com objetivo de passar para o mesmo os benefícios do seu produto e serviço ampliando sua consciência e reduzindo as barreiras para uma possível aquisição.

Os scripts são o resultado de sua comunicação ao mercado e vão em todas as peças de comunicação de marketing:

– Site corporativo
– Landing pages
– Material de apresentação em PDF
– E-mails de prospecção
– E-mails de relacionamento
– Proposta comercial
– Anúncios no Facebook, Adwords, Linkedin e outros

Os scripts são usados em ligações de prospecção, em atendimento aos leads e também em reuniões presenciais de apresentação de produtos.

Leia mais

Promessas e premissas

Premissa é uma tese geralmente aceita. É uma ideia de qual se parte para concatenar um raciocínio que desemboque em uma tese aceita.

Por outro lado, promessa é o valor que seu produto entrega.

Em prospecção, primeiro vem as premissas, depois as promessas.

O erro que se comete muito é fazer promessas e esquecer das premissas.

Outro erro é ter promessas muito abertas e genéricas. São pouco críveis.

Outro erro é quando as premissas são impregnadas de “como” e portanto não apoiam a promessa, apesar de parecer o contrário.

Vamos lá.

Vou te dar um exemplo real.

Leia mais

Somatória

Sigma é uma letra grega, Σ. Analogicamente, é o S da língua portuguesa.

Em matemática, o Sigma simboliza a somatória de fatores e é usado em cálculos onde há uma definição dos componentes da soma.

O Sigma é sempre maior que seus componentes. Extrapolando, o Sigma representa acúmulo, agregação, aumento, produção, resultado.

Longe do campo matemático, o Sigma é a somatória organizada, previsível de esforços para se agregar em um único valor maior que por fim representa o esforço seus componentes.

Sigma talvez seja um dos mais poderosos símbolos da produtividade.

Mostre-me seus números e te direi quais os sigmas que remam a seu favor e quais contra. E qual o seu tamanho.

Quando abrimos o saldo de qualquer coisa que se meça, o que vemos lá, é um número. É o simples cálculo das entradas e saídas.

Simples também é o cálculo do que você fez para que essa entrada seja cada vez maior e a saída cada vez menor.

Leia mais

Tempo

No mundo corporativo, o tempo mais valioso é aquele no qual você conecta o valor daquilo que gera com o mais propício segmento de mercado. Todo o resto é, em tese, ofensor.

Portanto a máxima é dedicar o maior tempo possível interagindo com o seu melhor público.

Falamos de tempo…

Mais do que entender o tempo, é saber usá-lo para o nosso bem e de quem nos cerca.

Há muitos senhores dentro da gente querendo um pedacinho deste que é o mais incompreensível ativo que dispomos, o tempo.

Há a criança que pede por diversão. Há o adulto que pede por reflexão. O marido, a esposa, o pai, o empresário, o esportista, enfim, os papéis que desempenhamos na vida, somente são papéis porque contam com um pedaço do nosso tempo.

De toda forma, a noção do tempo é algo universal. Um segundo, outro segundo, segundo seguinte e o presente vai se esvaindo na própria percepção do agora, um dos filhos do tempo, irmão mais novo do passado e mais velho que o futuro. Todos imaginários, mas universais, assim como a ideia do infinito.

Leia mais

Como se livrar do cinismo

Depoimento de um amigo, ator profissional:

“Ao longo dos anos, muitas pessoas me diziam que eu era um cínico inveterado.

E que o cinismo era algo que pessoas inteligentes adotavam. Eu atribuía o meu cinismo ao um crônico mal humor que comigo insiste em conviver.

Fato é que eu quase sempre tinha uma perspectiva negativa das coisas e de tudo que acontecesse à minha volta.

Felizmente, eu consegui me livrar disso.

Meu cinismo era tão evidente, que quando um professor de teatro, no ginásio, me escalou para ser o um velho reclamão da vida, numa peça para o Natal, meus colegas disseram que tinha sido a escolha perfeita.

Tudo o que eu lia sobre o pensamento positivo tinha pouco efeito sobre mim. Aliás, eu achava essa coisa de pensar positivo a coisa mais babaca do mundo.”

Leia mais

Lidando bem com as rejeições

Uma pequena minoria consegue.

Fato é que aqueles que competem e aguentam o tranco dos nãos, nos negócios e na vida, conseguem chegar bem mais próximos de seus objetivos.

Quando eu tinha 30 anos de idade assumi o desafio de conquistar clientes, no caso corretores de seguros, para uma pequena seguradora que me empregou.

Fiquei 3 anos literalmente na rua, em um Go To Market insano buscando convencer os melhores corretores de seguros a desovarem sua produção na desconhecida seguradora com a qual eu trabalhava.

Durante a caminhada eu fui modelando os melhores modelos mentais para aguentar a rejeição.

Ouvia coisas do tipo:

“Nunca ouvi falar da sua seguradora.”

“Meus clientes somente trabalham com seguradoras de primeira linha.”

“Vocês pagam sinistro em dia?”

Leia mais

imPerfeição

Ontem meu texto saiu com a palavra cace (de caçar) escrita com dois esses, ou seja, “casse”.

Eu até percebi esse erro, corrigi, mas não salvei o documento final e o texto saiu com um “casse”.

Quanto tempo lamentei? 4 segundos.

Quando isso acontecia há alguns anos, eu ficava doente.

Queria ser o Mr. Perfeitinho porque não suportava críticas. Então eu pouco produzia, por conta de um um distúrbio neurótico, denominado perfeccionismo.

Como as coisas tinham que sair sempre perfeitas, elas raramente saiam.

Nada será perfeito, nunca.

Leia mais

Interagindo com o seu público

Meu mundo sempre foi ensimesmado.

Eu adorava ficar sozinho em casa, quando pequeno. Quando meus pais saiam e minhas irmãs também eu tinha a casa inteira para mim, principalmente a TV (que era única e disputada).

Depois, tinha as minhas turminhas da escola, de futebol, da pracinha, dos amigos de futebol de botão e também adorava estar com eles, mas ao longo dos anos foram rareando talvez pelo fato das brincadeiras acabarem e também por eu dedicar mais meu tempo aos estudos e ao trabalho.

Fui me recolhendo e interagindo com grupo cada vez menor de pessoas, restrito aos familiares muito próximos, colegas de trabalho, clientes e leads.

Minha parte de estudos, leituras, cursos, imersões e a parte do trabalho praticamente tomavam 100% do meu dia útil.

Não alimentei amizades, não nutri o network, não fomentei relacionamentos. Era algo consciente e ok. Não sentia falta, mas sabia que algo se perdia aí.

Em 2014, decidi fazer algumas mudanças na rotina do dia a dia. Uma delas foi aumentar a interação com estranhos e prover valor em todas as oportunidades. Abri as comportas, criei canais de entrada e mixei o presencial e o virtual, com filtros, para ter um novo leque de pessoas afins no meu primeiro raio de ação.

Leia mais

Fazedores de chuva

Certas vezes você se indaga se esse é o caminho certo e porque muitos dos seus sonhos viraram mitos e se perderam na poeira da batalha do dia a dia.

Você se pergunta onde ficaram os ideais de sucesso que ao longo dos anos ficaram cada vez mais difusos e longínquos.

Outras vezes você acha que é isso mesmo, há perdas e ganhos e que ao final o legado é o aprendizado. Uma contabilidade nefasta que sempre deixa um resultado perverso.

Talvez para aprendermos que é necessário interpretar os números.

O caminho da vida é uma linha sinuosa.

Por um instante pense se você tivesse tomado uma outra direção em sua vida, em alguma dessas bifurcações que aparecem e é imperiosa uma decisão.

Será que as coisas estariam melhores? Tendemos a achar que sim.

Mas veja. Esse é o pensamento dos vencedores. Justamente aí que você pode ter a certeza que você é um campeão.

E você é.

Leia mais
Você tem a impressão que sua prospecção de clientes poderia render muito mais? Veja como